No final, todos querem ser bobos

02:23

Pensei muito antes de começar a escrever aqui, pois, na verdade, pensava em partes, que na minha mente ficavam lindas, perfeitas. E realmente ficavam, só que com a minha mania de não querer anotar as ideias por achar uma falta de tempo (pra mim, o tempo de anotar você poderia estar gastando em ir lá e fazer). Acabou que eu me esqueci de como é escrito, a ideia, a essência eu ainda tenho aqui, e até que foi bom, pude encher linguiça no começo explicando o porque de não começar com a algo foda... Mas pera aê, já tá foda... FODA! *diringuindimdiringuidim*

Bom... *cof cof, tira a maldita música da cabeça*, a principio eu queria começar falando que nunca imaginaria que um dia iria escrever algo sobre isso, por dois motivos, por eu dificilmente sentir e quando sinto não saber diferenciar de uma diaréia e ainda mais por conseguir (ou ao menos tentar) expressar algo que pra mim não tem nem nome.

Estou passando por um momento feliz da minha interolife, nada que tenha um motivo especifico nem. Mas pelo simples fato de te-los pra mim, só pra mim, meus precisosos! São poucos, seletos e de saúde mental duvidosa, um dislexo, outra DDA e outros com problemas não diagnosticados. Só que quer saber de uma coisa, essas doideras deles me completam, de alguma forma, de alguma maneira que nem eu sei como.

Tem um que me acompanha no meu lindo mundo da imaginação, só faltmos falar em outra lingua.

Outro, alto, gigante (ando crescendo ou ele encolhendo), que se pudesse guardava no bolso e tirava pra acariciar quando estivesse sozinho no quarto e contar o meu dia.  Claro que todo bichinho muitim tem o seu parceiro né.

Um... OH YES! que ... OH YES! sabesse lá como ... OH YES! temos um relacionamento... OH YES! cordial, e até ... OH YES! fraternal. Onde só um pode esculachar o outro... OH YES! caso contrario, cara você mecheu com o melhor amigo da pessoa errada. ... OH YES! E não podemos nos esquecer do ... OH YES! modo ... OH YES! de ser, todo mundo tem, todo mundo é, só precisa de outro pra compartilhar, ... OH YES! (coito)

E A melhor, sem discrição. Apenas te amo minha Capeta!

Você deve ta pensando, mas aqui num é o C.U., cade a crítica. Dear, isso tudo num é uma crítica?!

Além do mais, também queria falar de outro blog, de um conhecido na net (conhecido porque nunca o vi de carne e óculos), chama-se PEST NÃO É POETA. Leia lá e vai descobrir o porque deste título.

E falando em poema, eu tentei um e quero que vocês o elogiem critiquem. ^^

"Como sempre, não sou eu, não tenho culpa.
Dito coisas bem pensadas, mas mau pronunciadas,
de maneira que me deixou livre e a você deslocado.
E mesmo quando pensei estar tudo bem, apensar...
Apesar da calmaria da não rotina, vem um pitaco de
'pra mim não'.
Deixando ir

Um coraçãopreto
Com vontade de se colorir."
Vanildo Junior

Sou PHODA e com PH!

You Might Also Like

0 Críticas