O Narra dor

21:52

Lá esta ele, dançando, ou estava, segundos atrás. Agora ele pensa, será que um dia ele vai conseguir ser bonito assim? Um dia ele conseguirá alguém bonito assim? Só soube chegar a uma conclusão, não saberia como agir se ele fosse bonito assim. Talvez seria mais chato, mais egoísta, mais narcisista. Poxa! Ele já era tudo isso, é possível ser mais ainda?!
Isso meio que o deprimia, seus passos começavam a ficar mais simples, apenas um balançar de corpo e umpraláumpracá. 
Ah! Não preciso disso. Tentou se convencer. E não é que funcionou. As vezes, do nada, ele se deprime e se alegra, como se fosse auto suficiente até para isso. 
Nessas horas que ele percebe, gosta sim, acha bonito pessoas daquele jeito, mas não que ele as queira para si, e sim, apenas porque elas são desejadas. O que realmente o agrada, esta longe de ser algo comum, normal para seu gosto, quando que ele, ser superior e de auto estima elevada iria querer algo normal, que de tão comum, não pode ser nem ordinário. E assim, escreve, pensa, dança e deseja que hoje, somente hoje, o comum não aconteça novamente, pois ele odeia o comum. 

You Might Also Like

0 Críticas