Bloco de notas

02:27

as vezes queria poder gravar o que penso. gravar o que acho. gravar o que era. Não pelo simples fato de marcar, de ter recordado algo. mas sim para eu poder, mais tarde, ver como eu era, o que eu pensava. vivo dizendo que não mudamos, ou que mudamos gradativamente, porq me assusta ideia de que o que sou hoje, amanhã pode ser algo totalmente diferente e pior, oposto! sim, minha ideias mudam, alguns ideais tbm, porq não?! mas tudo?! até minha essência? não, prefiro acreditar, mesmo que seja mentira, que é uma mutação, uma transformação. igual a sentimentos, nenhum surge, nenhum some, todos se transformam. não dizem que o amor e ódio vivem juntos, pois bem, os outros tbm. do 'não me importo' vai para 'me agrada' e assim vai. é, comecei com um assunto e já estou em outro, mas é assim que acontece, é assim que quero mostrar, se transformou. fora se assustar com a minha mudança, é se medo de não ser entendido, minto, não é ser entendido, nem quero ser. é medo de não ter alguém para não te entender. se confundir em você, ter medo é normal, é até sadio, sem medo não paramos, sem medo não prosseguimos, do que você tem medo? meu medo e de não conseguir, meu medo e se não ser, meu medo não é meu medo. abraço qualquer sentimento meu, porque ele é meu, da minha pessoa, e incrivelmente me acho incrível. as vezes acho que sou tão bom em coisas que sou um merda, mas isso não é ruim, pois me faz tentar. falando de medos, o medo de tentar, esse sim é um medo filadumaputa, tudo junto, num suspiro só. ele te faz terminar o dia no 'e se'. e se eu tivesse tentando, e se, e seu eu não tivesse escrito, eu se eu não tivesse sentido. eu, vanildo, escrevendo algo sem muitas piadas é uma piada enorme. olho para trás e vejo que eu não mudei, eu... apenas somei. eu de agora, eu de antes pra dar o eu de depois. me sobra tempo, me falta espaço, me consome ideias e o isso me faz sorrir. ah! sorrir. ainda sou muito bom em rir, fazer os outros serem felizes momentaneamente e de gostar disso. teve um tempo (meu tigre não ficou bom verde) em que eu já pensei ficaria mais serio. e fique, levo minha meta de ser bobo alegre mais a serio do que nunca. hoje até escrevi algo que pode-se chamar de 'letra de musica' e nem foi com essa ideia. juntando lemas e vivendo frases. estou tão nessa 'vibe' de EGO esses tempos pois... não, não sei o porque. mas não vejo motivos para parar. eu sempre me gostei. e cada vez mais, descobrindo gostos de mim que eu mesmo desconhecia. Nha! E pensar que tudo isso pode melhorar.

You Might Also Like

0 Críticas